• 30/07/2020

    Procedimentos minimamente invasivos realizados em clínica, sem necessidade de hospital

    Não é preciso realizar uma cirurgia plástica para mudar algo no rosto que esteja afetando a autoestima. Existe a opção dos procedimentos estéticos minimamente invasivos, que não necessitam, anestesia geral, cortes profundos, entre outros fatores. Eles podem ser podem ser realizados diretamente na clínica, sem a necessidade de internação hospitalar.

    São procedimentos seguros e que exigem menor investimento se formos comparar com uma cirurgia plástica. Outra diferença importante é o resultado em si, que não é permanente, podendo durar entre 6 e 12 meses, a depender do tipo de procedimento e organismo de cada paciente.

    Conheça os procedimentos minimamente invasivos mais procurados em nossa clínica:

    Toxina Botulínica
    Muito buscada para suavizar rugas e expressões, a toxina botulínica age de forma a “bloquear” o músculo temporariamente, harmonizando o rosto.

    Para tanto, ela pode ser aplicada na fronte, ao redor dos olhos (pés de galinha), ao redor dos lábios e pescoço. O procedimento é realizado em consultório e sua duração é de cerca de 30 minutos. Após o procedimento, é possível o retorno imediato ao trabalho.

    Para quem é indicado
    Não há uma idade máxima para realizar o tratamento: ela é recomendada para todas as pessoas que desejam prevenir ou diminuir as rugas que começam a aparecer no rosto. Ou seja, a toxina botulínica não apresenta nenhuma grande contraindicação para a sua aplicação.

    No entanto, se for identificado que o paciente tem alergia a algum dos componentes da toxina ou doenças neuromusculares, imunológicas e coagulopatias, o indicado é não realizar a aplicação. A regra aplica-se também a gestantes e lactantes.

    Preenchimentos faciais
    O ácido hialurônico caiu nas graças da medicina estética devido à sua segurança e praticidade. A aplicação do ácido no rosto ajuda a minimizar os efeitos do envelhecimento natural na região dos olhos, boca, bochechas e na linha da mandíbula, e também ajuda a aumentar o volume dos lábios, preencher bochechas cavadas, melhorar cicatrizes e reparar várias imperfeições faciais. Sua aplicação no rosto tem como objetivo preencher o espaço entre as células, o que a pele mantém lisa, elástica e bem hidratada.

    Como seus resultados não são definitivos, é possível repetir o procedimento sempre que for necessário (a cada 12 meses, por exemplo). Além disso, o paciente pode retomar às suas atividades imediatamente após a aplicação.

    Para quem é indicado
    Assim como a toxina botulínica, o ácido hialurônico não possui grandes contraindicações.
    Apenas sua deve ser feita evitada em indivíduos com hipersensibilidade conhecida ao composto e pacientes com problemas de coagulação.


    No geral, os procedimentos minimamente invasivos são indicados para todos aqueles que desejam mudar algum aspecto do seu rosto que não os satisfaz, mas que, ao mesmo tempo, não estejam dispostos a passar por alguns riscos e inconvenientes característicos de cirurgias plásticas convencionais.

    De qualquer maneira, se você quiser saber qual é o procedimento mais indicado para você, converse com o seu médico de confiança. Ou, em caso de duvidas sobre o assunto, fique à vontade para entrar em contato conosco ;)