• 03/03/2015

    Lipoaspiração e abdominoplastia: entenda as diferenças

    Apesar de muitas pessoas confundirem e até acharem que se trata do mesmo procedimento, lipoaspiração e abdominoplastia são cirurgias distintas. Basicamente, a principal diferença entre elas é que na primeira é retirado o excesso de depósitos de gordura em determinadas regiões do corpo, enquanto a segunda retira o excesso de pele na área abaixo do umbigo. Podem ser, em determinados casos, cirurgias complementares. Entenda em que ocasiões cada procedimento é indicado:

    Lipoaspiração - mesmo quem mantém uma rotina saudável, com a prática de exercícios e alimentação balanceada, pode apresentar depósitos de gordura localizada, devido a causas genéticas, por exemplo. Além da barriga, onde é mais aplicado, o procedimento pode ser feito em diversas partes do corpo, como coxas, braços, pescoço, costas, parte medial do joelho, peito, bochechas, queixo, pernas e tornozelos.

    É importante ressaltar que a lipoaspiração não substitui os resultados da prática de exercícios e de uma dieta saudável. Ou seja, ela não é uma solução para o excesso de peso. Por isso, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, estão aptos para a lipoaspiração:

    - Adultos, que têm a pele firme e com bom tônus muscular.

    - Indivíduos saudáveis que não tenham doença com risco de vida ou condições médicas que possam prejudicar a cicatrização.

    - Não fumantes.

    - Indivíduos com atitude positiva e expectativa realista do resultado cirúrgico.

    - Indivíduos determinados a seguir as recomendações do cirurgião plástico.

    Abdominoplastia – o procedimento atua na remoção de pele sobressalente e flácida na região do abdômen, questões que normalmente não são solucionadas com a prática de exercícios e dieta. Além da retirada do excesso de pele, é realizada a plicatura dos músculos abdominais, o que vai contribuir para melhoria do contorno do abdomêm e tônus muscular. Também não é uma cirurgia que substitui a perda de peso. Em muitos casos, é realizada justamente após uma redução significativa de peso. Os casos mais comuns de pacientes que optam pela abdominoplastia são:

    - Após a gravidez.

    - Por consequências do envelhecimento.

    - Oscilações significativas no peso.

    - Características genéticas.

    - Cirurgia prévia de redução de estômago ou lipoaspiração.